domingo, 20 de dezembro de 2009

Indulgência

Poderia chamar-lhe tormento
Mas é mal que não soa…
Quem sabe o meu pensamento
Na boca de outra pessoa!
Premente como uma certeza
Reside na própria dúvida,
Nasceu porque alguém criou
Morreu porque outrem esqueceu.
Dói; dói; sana; sana,
Cura; cura; destrói; destrói.
Em todo lado, à tua volta
Despronuncia o que corrói.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial