sábado, 2 de janeiro de 2010

Mutismo

Quero ouvir-te silêncio!
Com a paz que embalas o meu sono,
Não carregado com o peso da perda
Não sufocado pela dor da culpa
Não esmagado pela presença indesejada
Não oprimido pela voz desleal
Não acomodado pelo medo de destruir
Não camuflando o desejo de partir.
Por tudo que nem sempre posso dizer
deixa-me ouvir te!

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial