terça-feira, 13 de abril de 2010

Desapego



Em menos de nada descobriram-se as palavras que guardavam segredos,
Descobriram-se segredos nas palavras guardadas.
Acontece sempre da mesma forma,
Nenhuma porta tem robustez para isolar o que dizem, para confinar o que ainda me foi permitido asilar.
O barulho é ensurdecedor, essencialmente pela dor que faz sentir.
O silêncio que lhe segue é ainda mais avassalador, pela mágoa, pelas falhas, pela não oportunidade, pelo fim, pela certeza que de em qualquer parte está um mundo melhor.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial