domingo, 20 de junho de 2010

Entrementes

Enquanto não falo oiço o carinho
Dos que me afagam para me sentir segura.
Enquanto não falo oiço o medo
Dos que estão incondicionalmente desejando não estar.
Enquanto não falo oiço a piedade
Dos que rogam fazer alguma coisa não sabendo o que podem fazer
Enquanto não falo oiço a maldade
Dos que estão por perto mostrando que estão acima de mim
Enquanto não falo oiço a indiferença
Dos que estiveram e se ausentaram.
Nunca, enquanto desejei falar, deixei de ouvir...

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial